Controle de versão com o Subversion

Outro dia estava no trabalho pensando em como versionar alguns arquivos que atualizo a cada dois meses porque já estava começando a ficar chato criar pastinhas com meses separados e olhar nome por nome dos arquivos. Aí pensei em usar algum software com controle de versão que permitisse eu ‘voltar’ a versão anterior do arquivo se fosse necessário e ainda assim, guardar tudo em lugar só.

Fiz uma pesquisa e acabei achando que o Subversion iria atender ao que eu estava precisando, uma vez que ele possibilita até integração com o Trac (sistema colaborativo para gerenciamento de projetos e bugs).

Segundo Collins-Sussuma, Fitzpatrick e Pilato, autores do livro Controle de Versão com Subversion:

Subversion é um sistema de controle de versão livre/open-source. Isto é, o Subversion gerencia arquivos e diretórios, e as modificações feitas neles ao longo do tempo. Isto permite que você recupere versões antigas de seus dados, ou que examine o histórico de suas alterações. Devido a isso, muitas pessoas tratam um sistema de controle de versão como uma espécie de “máquina do tempo” (, 2007).

Assim, instalei o Subversion em uma máquina de testes no trabalho e até agora está indo tudo muito bem :). Achei tão bacana a ideia do controle de versão de arquivos que montei no trabalho que, num dos momentos em que divagava a respeito do TCC (leia-se : eu estava num momento de estresse total), para pensar em algo diferente, acabei montando um repositório em casa para versionar o trabalho e escrevi esse post com um roteiro da instalação.

1) Instalar o pacote subversion:

apt-get install subversion

2) Mantive o repositório no meu home. O comando abaixo irá configurar o servidor:

svnadmin create /home/ivani/Dropbox/svnTCCNOW

3) Configurei os arquivos svnserve.conf e passwd:

# cd /home/ivani/Dropbox/svnTCCNOW/conf

3.1) No arquivo svnserv.conf editar as seguintes linhas:

anon-access = none
auth-access = write
password-db = passwd

3.2) No arquivo passwd criar a linha com o usuário que irá acessar o repositório:

usuario = senha

4) Disponibilizando o repositório na rede:

svnserve -d -r /home/ivani/Dropbox/svnTCCNOW

5) Máquina local, checkout para criar a cópia de trabalho:

# cd /home/ivani/Dropbox
# svn co /home/ivani/Dropbox/svnTCCNOW TCC_NOW

6) Será criado diretório TCC_NOW (cópia de trabalho). Adicionar o projeto:

# cd /home/ivani/Dropbox/TCC_NOW
# svn mkdir Referencias
# svn commit Referencias -m “Importacao Inicial”

Observações:

  • Instalei o Rapidsvn, uma interface gráfica para dar commit nas alterações sem a necessidade de usar a linha de comando.
  • Além disso, eu uso o Gnome e instalei o script nautilus-script-collection-svn para integrar com o nautilus e poder adicionar, remover, dar commit e outras tarefas caso não queira usar o rapidsvn ou a linha de comando. O tutorial Versioning with svn, RapidSVN and nautilus context menu  foi de grande ajuda.

O Subversion tem muito mais detalhes de configuração e eu recomendo a leitura do livro Controle de Versão com Subversion para conhecer mais sobre o assunto e outros comandos.

Bem, é isso aí, hora de voltar para o TCC ;).

Até o próximo post!

Referências

About these ads

0 Responses to “Controle de versão com o Subversion”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Follow Nix on WordPress.com
agosto 2011
S T Q Q S S D
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Flickr Photos

Chicago State Street Bridge

Mais fotos

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: