Planejando o particionamento do HD

O que é particionar um HD?

Basicamente, particionar um disco é dividi-lo em pedaços. Quando compramos um HD, ele não está pronto para receber dados. Para que isso seja possível, devemos particionar o HD. E o particionamento deve ser feito mesmo que não se queira criar outras partições.
A partição será o local que irá receber o sistema de arquivos, que irá prover uma camada funcional para guardarmos nossos dados.

Tipos de partições

As partições podem ser de 3 tipos: primárias, estendida e lógicas.

Uma partição primária, é aquela que a informação está registrada na MBRMaster Boot Record e contém um sistema de arquivos. A MBR possui limitação de tamanho; assim, somente 4 partições primárias podem ser definidas nela.

No GNU/Linux, essas partições são mapeadas nos arquivos-dispositivos /dev/hda1 até o /dev/hda4.

A partição estendida é uma partição primária especial que pode conter mais partições dentro dela. Só pode existir uma partição estendida e ela deve ser uma das 4 partições primárias.
Essa partição não possui um sistema de arquivos. Ela é utilizada para guardar as partições lógicas.

A partição lógica então, nada mais é do que uma partição que se encontra dentro da partição estendida. Podem existir de uma a 12 partições lógicas dentro da estendida e elas são numerada de 5 a 16. No meu HD, existe o seguinte esquema: 3 partições primárias, a partição estendida e 5 lógicas:

/dev/hda1 – primária
/dev/hda2 – primária
/dev/hda3 – primária
/dev/hda5 – lógica
/dev/hda6 – lógica
/dev/hda7 – lógica
/dev/hda8 – lógica
/dev/hda9 – lógica

Ahn, e ai não aparece o /dev/hda4 pois está sendo utilizado pela partição estendida.

O particionamento depende muito da situação, ou melhor, do tipo de utilização que a máquina terá.

Lembram do post Estrutura de Diretórios no GNU/Linux? Lá comentamos sobre os diretórios… e agora que estamos falando sobre particionamento, vale dizer também que alguns diretórios que serão utilizados pelo sistema, não serão particionados: /bin, /sbin, /root, /dev, /lib, /proc, /media.

Por que particionar?

A utilidade de criar um partição separada para um determinado diretório, são duas:
1) Segurança
2) A partição fica independente do sistema.

Falando sobre hardware e depois comento com mais detalhes sobre isso quando escrever sobre dispositivos de bloco, o HD é o dispositivo /dev/hda.

No Windows, as partições recebem o nome de letras: C:, D, e por ai vai. No Linux, elas são nomeadas com o nome do dispositivo junto com o número da partição.

Por exemplo, hda1; onde o hda é o nome do dispositivo e o número 1 (não é o Big Mac!) indica o número da partição. Ah, e o /dev, é claro, é o diretório onde ficam armazenados os arquivos-dispositivos.

Quando estou instalando o meu GNU/Linux por exemplo e na hora da instalação defino que o /home seja uma partição separada, eu garanto que a partição terá um limite e que ela será independente do sistema.

E o limite será definido no tamanho do pedaço que eu dividi meu HD!

E o mundo pode pensar: “Mas o que isso tem a ver com segurança?”

Vamos falar de uma situação que aconteceu aqui em casa. Instalei o Linux e não separei o /home. Meus usuários (meus irmãos) muito legais comigo, começaram a baixar um monte de mp3 no home deles.

E o home, não tem limite, pois é apenas um diretório! Hummm… e não adianta perguntar “Mas não tem um programa de quotas no GNU/Linux?”

Sim, sim… existem quotas no GNU/Linux… mas elas serão aplicadas na partição! Então, faz todo sentido particionar para definir as quotas corretamente!

Bom, como estava falando… meus usuários começaram a baixar mp3… era aqui, era ali… e teve uma hora que o uso do meu HD chegou a 99%. Eu gravei um arquivo e o HD “foi-se”. 100% de uso.

Depois dessa situação, achei que tinha que colocar ordem na casa. Refiz a máquina e particionei o home. Ou seja, deixei ele independente do sistema. Assim, quando meus usuários começaram a gravar novamente as toneladas de mp3, a única coisa que aconteceu, foi lotar o /home e eles não puderam escrever mais nada nessa partição.

Claro que eles não ficaram felizes, mas não deixei de iniciar o sistema e fazer outras coisas só porque o home estava lotado😉 !

E também apliquei quota, fiz mudanças… mas isso vai ser assunto para outro post!

Aqui no meu HD, existe o seguinte esquema de particionamento:

/boot – 100 M ==> primária
/ – 10 Gb ==> primária
swap – 256 M ==> primária
OBS.: A swap é uma memória virtual. Os dados são processados somente na memória RAM, pois ser mais rápida. Assim, se um programa está sendo executado na RAM e a mesma começar a encher, o GNU/Linux move automaticamente os dados que não estão sendo usados para a partição Swap e libera a memória RAM para a continuar carregando dados. Quando os dados movidos para a partição swap são solicitados, o GNU/Linux move os mesmos da swap para a RAM. Deixei aqui 256 Mb, pois minha máquina tem 1 Gb de RAM.
/usr – 15 Gb ==> lógica
/var – 5 Gb ==> lógica
/tmp – 2 Gb ==> lógica
/home – 15 Gb ==> lógica
/mnt – 10 Gb ==> lógica (Essa eu separei para os usuários colocarem os mp3’s…)

Essas são as partições do meu ambiente… ao particionar o seu HD, leve em conta qual aplicação a máquina terá😉 !

Referências:
http://focalinux.cipsga.org.br/guia/inic_interm/ch-disc.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Parti%C3%A7%C3%A3o
http://brunotorres.net/particionamento-disco
http://web.mit.edu/rhel-doc/4/RH-DOCS/rhel-ig-ppc-multi-pt_br-4/ap-partitions.html

0 Responses to “Planejando o particionamento do HD”



  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




Follow Nix on WordPress.com
junho 2008
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

Flickr Photos

Red and Gold

Mais fotos

%d blogueiros gostam disto: