Instalação do OpenBSD – a saga

Vou falar aqui sobre a instalação do OpenBSD. O projeto OpenBSD desenvolve um sistema operacional do tipo UNIX, disponível livremente, multiplataforma, baseado no 4.4BSD. É focado em correção de falhas, segurança, padronização e portabilidade.

O que vou colocar aqui são algumas anotações… ainda estou aprendendo a mexer com Open… ele é um pouquinho diferente do Linux no que diz respeito a particionamento, instalação. Pensando nisso, lembrei dos tempos que estava começando a aprender a instalar Linux, que eu anotava tudo porque eu não entendia direito os devices, o particionamento (e depois ficava desesperada procurando ‘onde foi que anotei mesmo aquele comando?’)… Então, fiz algumas anotações para instalação do Open e surgiu esse post.

Eu segui a FAQ para fazer a instalação, e aqui vou colocar somente minhas anotações (ou delírios, ainda tenho que ler muito para entender tudo direito).

Minha instalação do OpenBSD é a 4.6 em uma máquina virtualizada; os procedimentos não diferem se for instalar em uma máquina real….

Tipos de instalação

Quando se da o boot com o cd, após a inicialização, nos deparamos com a seguinte questão:

Welcome to the OpenBSD/i386 4.6 installation program.
(I)nstall, (U)pgrade or (S)hell?

Vamos ver o que a  FAQ diz a respeito dessas opções:

Install: Carrega o OpenBSD, sobrescrevendo quaisquer dados que estejam na partição. Note que é possível deixar partições intactas nesse processo, tal como uma /home, mas de qualquer maneira, suponha que tudo mais será sobrescrito.

Upgrade: Instala um novo pacote de arquivos de instalação na máquina, mas não sobrescreve nenhuma configuração, nenhum dado de usuário ou programas adicionais. Nenhuma formatação de disco é realizada, os diretórios /etc e /var não são sobrescritos. Algumas notas importantes:

  • Você não tem a opção de instalar o arquivo etc46.tgz. Depois de instalar, você terá que mesclar manualmente as mudanças de etc46.tgz em seu sistema antes de você considerá-lo completamente funcional. Essa é uma etapa importante que deve ser feita, senão serviços chaves (pf por exemplo) podem não funcionar.
  • O processo de atualização de versão não é projetado para saltar versões! Isso frequentemente funciona, mas não é suportado. Para o OpenBSD 4.6, atualizar do 4.5 para o 4.6 é a única atualização de versão recomendada. Se você quer atualizar uma versão mais antiga, atualize primeiro para as versões intermediárias ou, se o seu sistema está muito desatualizado, considere fazer uma reinstalação completa.

Shell: Às vezes você precisa executar reparos ou fazer a manutenção em um sistema que não inicializa (ou não deve inicializar) um kernel normal. Essa opção permite que você realize a manutenção do seu sistema. Vários utilitários importantes estão disponíveis na mídia de inicialização.

Como e a primeira vez que estou instalando, escolhi a opção I (install).

Informações importantes
Uma coisa que e diferente no Open é a configuração das interfaces de rede. Enquanto no Linux temos os eth* da vida, no Open, as interfaces são nomeadas pelo nome do drive delas. Por exemplo… vic0 é o nome do driver do meu dispositivo de rede na vmware. Se eu tivesse mais uma interface, a próxima seria vic1 e por aí vai. Uma leitura no capítulo 6 da FAQ ajuda com maiores detalhes sobre a configuração de rede no OpenBSD.

Particionamento
O particionamento do OpenBSD sempre me assustou porque eu não tinha entendido ainda como funcionava a separação dos discos. Nem sempre podemos usar o disco inteiro para um SO, e eu queria muito aprender como particionava o HD corretamente; para isso, li o capítulo que fala sobre o particionamento.

E descobri que o particionamento é muito simples… temos apenas que entender que a configuração do disco é feita em duas etapas:

1) Definir uma parte do disco que será usada pelo OpenBSD com o fdisk;

2) Na parte destinada ao OpenBSD, editamos o que é chamado de disklabel, isto e, onde finalmente definimos as partições (/, /home, etc) que irão compor nosso SO.

Fiz um desenho para ilustrar:

HD particionado com fdisk

Disklabel do openbsd

O fdisk do openbsd também é diferente do fdisk do Linux. Alguns comandos importantes que utilizei enquanto estava particionando:

p – mostra as partições existentes (é o mesmo print do fdisk do Linux).

e id – edita uma partição. Por exemplo: e 0 irá definir o tamanho do disco que será usado para o openbsd. Depois que define o tamanho, é necessário especificar qual será o tipo de partição será criada (ntfs, linux native…). No caso, o tipo utilizado para o openbsd é o A6.

update – escreve a partição no disco; isto é ‘assina’ a partição na MBR.

f id – define uma partição como ativa. Exemplo: f 0 define a partição 0 como ativa.

Checklist do particionamento:

  • A assinatura na MBR e válida? Isto e, a partição foi escrita na MBR com o comando update?
  • A partição destinada ao OpenBSD esta marcada como A6? Foi utilizado o comando ‘e id’ para definir o tipo da partição?
  • A partição destinada ao OpenBSD esta ativa? Foi utilizado o comando ‘f id’ para ativar a partição?

Escolhendo os pacotes a serem instalados

Fiz uma leitura saltitante na FAQ sobre como escolher os pacotes que serão instalados.

Por padrão, o openbsd seleciona alguns pacotes para instalar. No caso, veio selecionado games, pacotes para configuração do X, etc. Eu não espero rodar o X no momento e o pacote de games não vai ser interessante; pelo menos não enquanto eu não estiver craque no uso do open :P; sendo assim, desmarquei os pacotes que não queria instalar.

Após a instalação dos pacotes, a instalação foi concluída. Levei umas 3 horas lendo, instalando e reinstalando… mas o resultado foi positivo. Consegui fazer uma instalação sem maiores traumas.

Depois da instalação…

Após o primeiro boot (tudo muito emocionante), fiz alguns procedimentos importantes:

  • Adicionei um usuário comum para executar as tarefas e usar o root somente quando necessário. O comando adduser do openbsd so falta perguntar o tipo sanguíneo :P.

# adduser ivani

  • Instalei os pacotes do bash (o shell padrão do openbsd é o ksh, mas eu prefiro o bash) e o vim (não vivo mais sem ele). Fiz uma leitura do man do comando pkg_add para saber como instalar pacotes:

# export PKG_PATH=”ftp://ftp.openbsd.org/pub/OpenBSD/4.6/packages/i386/”

# pkg_add bash

# pkg_add vim
Ambiguous: vim could be vim-7.2.190p1-gtk2 vim-7.2.190p1-no_x11

Tem vim para ambientes X11 e noX11. Escolhi o noX11:

# pkg_add vim-7.2.190p1-no_x11

Olha o screenshot do meu openbsd:

 

Meu openbsd na vmware

Meus próximos to do’s (não sei quando vou postar o que andei fazendo, mas…):

  • Aplicar patches no OpenBSD
  • Compilar kernel
  • Aprender o pf (packet filter, o firewall do openbsd)
  • Entender o protocolo CARP (Common Address Redundacy Protocol)
  • E mais…

Bom, nesse post, fico por aqui. Até a próxima!

Anúncios

3 comentários sobre “Instalação do OpenBSD – a saga

  1. pinhas 20/02/2012 / 8:16 AM

    ta bem explicado cara mto legal parabens..
    eu to començando a ver aki o open
    estou com alguns poblemas com os packages aki instalei a versao 4.6 tb
    eu edito o .profile do meu home e do root mas ele nao consegue resolver o site dos pacotes pra atualiza

    no packages available in the PKG_PATH

    abrass

    • Nix 20/02/2012 / 8:36 AM

      Olá,

      Obrigada por seu comentário.
      Então, o primeiro passo é checar se o ftp de pacotes para essa versão ainda está disponível.
      Já faz algum tempo que não mexo com o OpenBSD, mas ao verificar o ftp, vi que não tem mais o diretório do 4.6…
      Se você acessar esse endereço: ftp://ftp.openbsd.org/pub/OpenBSD/ irá ver que tem os diretório da versão 4.7 até a atual (5.0).
      Acredito que se você instalar a versão 4.7 a instalação dos pacotes se dará normalmente.

      []’s
      Nix

  2. pinhas 21/02/2012 / 5:42 PM

    Ola eu de volta aki amiga 🙂 mal por te chamar de cara por primeiro num tinha visto ;/ hauhauha mas entao.. eu ate axei um ftp para a versao 4.6
    http://ftp.openbsd.dk/pub/OpenBSD/4.6/i386/ mas eu axo q devo ter feito algo de errado na instalação fiz a instalaçao pela install46.iso pode ter sido isso tbm

    vlw ae vc tem face amiga?
    bj

Os comentários estão desativados.