Brida Pimenta com fitinha vermelha

image

Anúncios

Coisas de cachorro!

A história da criação (do ponto de vista canino)

No primeiro dia, Deus criou o cachorro.

No segundo dia, Deus criou o homem para servir ao cachorro.

No terceiro dia, Deus criou todos os outros animais para que se tornassem amigos do cachorro.

No quarto dia, Deus criou o emprego para que o homem tivesse condições de sustentar o cachorro.

No quinto dia, Deus criou a bola, para que o cachorro tivesse com que brincar.

No sexta dia, Deus criou a medicina veterinária para manter o cachorro saudável e o homem inadimplente.

No sétimo dia, Deus instituiu o descanso. O homem quis descansar, mas teve de levar o cachorro prá passear.

Os dez mandamentos de um cachorro com lar

1) O cachorro está proibido de entrar em casa.

2) Vá lá, deixe o cachorro entrar, mas só na cozinha e na copa

3) O cachorro pode entrar em todas dependências da casa, mas não pode subir nos móveis.

4) O cachorro só pode subir no sofá velho.

5) Ok, pode subir em todos os móveis, mas na cama não.

6) Humm… pode subir na cama, mas só quando for chamado.

7) Combinado. Pode subir na cama a qualquer hora, mas nada de se enfiar debaixo das cobertas.

8 ) Só pode se enfiar debaixo das cobertas quando permitido.

9) Muito bem, pode dormir debaixo das cobertas quando quiser.

10) Os humanos devem solicitar permissão do cachorro para entrar em casa, sentar ou deitar nas camas e sofás, e principalmente devem pedir para se enfiar debaixo das cobertas.

Nove mandamentos complementares:

1) Se é do cachorro, é do cachorro.

2) Se está na boca do cachorro, é do cachorro.

3) Se o cachorro tirou de alguém, é do cachorro.

4) Se já estava com o cachorro antes, é do cachorro.

5) Se é do cachorro, não deve haver dúvidas que é do cachorro.

6) Se o cachorro mastigar algo, todas as migalhas também pertencem ao cachorro.

7) Se parecer ser do cachorro, não há dúvida: é do cachorro.

8 ) Se o cachorro viu primeiro, é do cachorro.

9) Se alguém está brincando com qualquer coisa, mas o cachorro consegue pegar, passa a ser do cachorro.

10) E não se discute. Ponto.

Breve historia de Sheik Tosado

Ele chegou em casa no dia 06/10/2008. Pequeno, com sarna, machucados e indefeso, ficou hospedado na casinha de luz da casa da minha mãe. Não tinha nem nome… não sabíamos se era macho ou femea.

O Bill do Petshop disse que não queria ele porque estava com sarna e doente. A carrocinha me disse que já que minha mãe tinha recolhido o cachorro da rua, ele era problema nosso.

Assim, resolvi que o cachorro iria ao veterinário com Brida no dia seguinte; e, no dia 07/10/2008, após uma consulta veterinária, ele se tornou Sheik Tosado, meio-irmão de Brida Pimenta (a diferença entre eles é enorme! :D).

Desde que veio pra ca, Sheik morou na casinha de luz (nos primeiros dias), dai depois o Joli construiu uma casinha provisoria no quintal – que parecia uma favelinha de tanta tralha que ele rasgava, depois quando se recuperou da sarna e ja podia brincar com a Brida, ficou na casinha dela (e destruiu o travesseiro e um tapete dela); e finalmente, agora mora em uma casinha que a Vana comprou.

E, folgado como todo caçula, ele adora dormir no colchão da Brida. 😛

Das ruas para um lar, vejam o antes e o depois do Sheik:

Antes:

Quando chegou em casa

Depois:

Depois...

É isso aí, gente… ver o Sheik todo peludo, pulando, correndo, fazendo arte junto com Brida… não tem preço! 😀