Feliz ano novo!

Cortar o tempo

Carlos Drummond de Andrade

Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.

Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente.

Aqui termina Carlos Drummond de Andrade… e eu completo:

Teremos outras 365 novas oportunidades de dizer à vida, que de fato queremos ser plenamente felizes:

Que queremos viver cada dia, cada hora e cada minuto em sua plenitude, como se fosse o último.

Que queremos renovação e buscaremos os grandes milagres da vida a cada instante.

Todo Ano Novo é hora de renascer, de florescer, de viver de novo.

Aproveitem este ano que está chegando para realizar todos os seus sonhos!

Seja bem vindo, 2014!

 

Feliz 2014

Uma oração…

Essa oração foi escrita por Paulo Coelho, e foi publicada na Revista da Folha em Set/98.

oracao“Senhor, protegei as nossas dúvidas, porque a dúvida é uma maneira de rezar. É ela que nos faz crescer, porque nos obriga a olhar sem medo para as muitas resposta de uma mesma pergunta. E, para que isto seja possível, Senhor, protegei as nossas decisões, porque a decisão é uma maneira de rezar. Dai-nos coragem para, depois da dúvida, sermos capazes de escolher entre um caminho e o outro. Que o nosso sim seja sempre sim e o nosso não seja sempre um não. Que, uma vez escolhido o caminho, jamais olhemos para trás, nem deixemos que nossa alma seja roída pelo remorso. E, para que isto seja possível, Senhor, protegei as nossas ações, porque a ação é uma maneira de rezar.
Fazei com que nosso pão de cada dia seja fruto do melhor que levamos dentro de nós mesmos. Que possamos, por meio do trabalho e da ação, compartilhar um pouco do amor que recebemos. E, para que isto seja possível, Senhor, protegei os nossos sonhos porque o sonho é uma maneira de rezar. Fazei com que, independentemente de nossa idade ou de nossa circunstância, sejamos capazes de manter acesa no coração a chama sagrada da esperança e da perseverança. E, para que isto seja possível, Senhor, dai-nos sempre entusiasmo, porque o entusiasmo é uma maneira de rezar. É ele que nos liga aos céus e a terra, aos homens e às crianças e nos diz que o desejo é importante e merece o nosso esforço. É ele que nos afirma que tudo é possível, desde que estejamos totalmente comprometidos com o que fazemos. E, para que isto seja possível, Senhor, protegei-nos, porque a vida é a única maneira que temos para manifestar o teu milagre.
Que a terra continue transformando a semente em trigo, que nós continuemos transmutando o trigo em pão. E isto só é possível, Senhor, se tivermos amor – portanto, nunca nos deixe em solidão. Dai-nos sempre a Tua companhia e a companhia de homens e mulheres que tem dúvidas, agem, sonham, entusiasmam-se e vivem como se cada dia fosse totalmente dedicado à Tua glória. Amém”

Youth

Youth is not a time of life; it is a state of mind; it is not a matter of rosy cheeks, red lips and supple knees; it is a matter of the will, a quality of imagination, a vigor of the emotions; it is the freshness of the deep springs of life.Oldiers

Youth means a temperamental predominance of courage over timidity of the appetite, for adventure over the love of ease. This often exists in a man of sixty more than a boy of twenty. Nobody grows old merely by a number of years. We grow old by deserting our ideals.

Years may wrinkle the skin, but to give up enthusiasm wrinkles the soul. Worry, fear, self-distruts bows the heart and turns the spirit back to dust.
Whether sixty or sixteen, there is in every human being’s heart the lure of wonder, the unfailing child-like appetite of what’s next, and the joy of ghe game of living.

In the center of your heart and my heart there is a wireless station; so long as it receives messages of beauty, hope, cheer, courage and power from men and from the Infinite, so long are you young.

When the aerials are down, and your spirit is covered whit snows of cynicism and the ice of pessimism, the you have grown old, even at twenty, but as long as your aerials are up, to catch the waves of optimism, there is hope you die young at eighty.

A corrida das bicicletas

Outra reflexão do Paulo Coelho que também gosto muito! =)

A vida é como uma grande corrida de bicicleta, cuja meta é cumprir a lenda pessoal.

Na largada, estamos juntos – compartilhando camaradagem e entusiasmo.

Mas, à medida que a corrida se desenvolve, a alegria inicial cede lugar aos verdadeiros desafios: o cansaço, a monotonia, as dúvidas sobre a própria capacidade.

Reparamos que alguns amigos desistiram do desafio – ainda estão correndo, mas apenas porque não podem parar no meio de uma estrada; eles são numerosos, pedalam ao lado do carro de apoio, conversam entre si e cumprem uma obrigação.

Terminamos por nos distanciar deles; e então somos obrigados a enfrentar a solidão, as surpresas com as curvas desconhecidas, os problemas com a bicicleta…

E, ao cabo de algum tempo, começamos a nos perguntar se vale a pena tanto esforço!

Sim, vale a pena!!! É só não desistir.

A espada e as duas mãos

Gosto muito dessa mensagem do Paulo Coelho!

Um guerreiro sabe que um anjo e um demônio disputam a mão que segura a espada.

Diz o demônio: “Você vai fraquejar. Você não vai saber o momento exato. Você está com medo.”

Diz o anjo: “Você vai fraquejar. Você não vai saber o momento exato. Você está com medo.

O guerreiro fica surpreso. Ambos disseram a mesma coisa.

Então o demônio continua: “Deixa que eu te ajudo.”

E diz o anjo: “Eu te ajudo.”

Nesta hora, o guerreiro percebe a diferença. As palavras são as mesmas, mas os aliados são diferentes.

Então ele dedica sua vitória a Deus. E, com a confiança dos valentes, escolhe a mão de seu anjo…